Dicas & Idéias Fotos & Relatos Planilhas & Roteiros Clubes & Associações Manutenção & Mecânica Curiosidades & Crônicas Fale Conosco

Ferramentas básicas do jipeiro

Markito Amato

Olá, pessoal! Como esse é o nosso primeiro papo, resolvi fazer uma introdução "leve" antes de botar a "Mão na Graxa" de uma vez. Para quem não me conhece, sou jipeiro há mais de uma década - "cobra-criada" no Jeep Clube do Rio - e simplesmente adoro mecânica, além de fazer trilhas, é claro. E por gostar tanto de fazer a manutenção do meu jipe, existe um detalhe que acho fundamental para o sucesso de qualquer trabalho, seja em casa ou no meio do mato: a qualidade das ferramentas escolhidas.
Calma, não quero dizer que alguém tenha que gastar o salário inteiro comprando uma meia dúzia de chaves "Made in USA", só para dar aquele reaperto geral nos parafusos. Porém, comprar ferramentas de boa qualidade é um investimento de retorno garantido. Como assim?
Um grande amigo meu teve problemas de freio em sua Cherokee 91 quando viajávamos pela Serra da Canastra. Logo que ele abriu o capô, eu ofereci minha ajuda e minhas ferramentas. No mesmo instante ele disse que as últimas não eram necessárias, pois tinha acabado de adquirir um belo kit de chaves - uma grande maleta feita na China - por somente R$29,00 e estava bem equipado. Pois bem, qual foi o resultado? Nenhuma chave entrava em nenhum parafuso, porque todas as peças da maleta estavam fora de padrão. Por exemplo, uma 13mm era algo que não era nem 13mm nem ½ polegada. Ou seja, dinheiro gasto à toa.
Então, qual a melhor marca? Existem várias que encaram qualquer trabalho numa boa, como a Belzer, Gedore, Cornetta, Taurus, Tramontina etc. Escolher uma delas é questão de gosto e bolso, porém, o que realmente importa é que essas fábricas seguem padrões rígidos de controle de qualidade, além de respeitarem o nosso código do consumidor. Portanto, se algo não funcionar como deveria, basta recorrer à garantia e pronto. Seu bolso e seu 4x4 agradecem!
Bom, agora que a marca já não é mais um mistério, como saber o que deve ser comprado? O ideal é dar uma boa olhada em baixo do seu jipe - perguntar aos amigos jipeiros também ajuda - para saber quais as medidas mais utilizadas. Depois, vá a uma loja e peça as chaves avulsas, evitando, assim, os kits. Esse procedimento preserva o precioso volume da sua carteira, por deixar de lado coisas que só serviriam de lastro. Além disso, com as chaves avulsas, pode-se optar por combinações do tipo boca-estria, que são muito mais práticas.
Para ficar mais claro, cito o meu Samurai. Como ele é um 4x4 japonês, todos os parafusos são em milímetros, contudo, somente são necessárias (ou principais) as chaves 8, 10, 12, 14 e 17mm. Portanto, se eu partisse para um kit, qual seria o destino das chaves 7, 11, 13, 15mm? Isso não quer dizer, é claro, que eu não as tenha. Na verdade, todas elas "moram" em meu jipe. 
Agora, para quem não pretende virar o "carro oficina" da galera, vale à pena trocar o peso das ferramentas desnecessárias pelos itens da listinha abaixo. Pode ter certeza, são coisas muito úteis:

Lona plástica 4x2m: colocada embaixo do jipe, serve para evitar que a lama vire um sumidouro de pecinhas;
"Silver tape": ótimo para consertar, emergencialmente, desde a capota de lona à mangueira do radiador;
Pasta para limpar as mãos: dirigir com as mãos sujas de graxa não é uma boa idéia. Até porque, mão suja é certeza de bronca ao chegar em casa;
Cola epoxi: pode ser Kit S.O.S., Durepoxi ou Araldite, mas leve sempre uma caixinha;
Lixa: uma 080 faz a cola epoxi grudar melhor e uma 200 ajudar a eliminar maus-contatos na parte elétrica;
Marreta de 500g: para quando as outras ferramentas falharem;
Barra de alavanca (famoso pé-de-cabra): faz par com a mareta;
Porcas da roda extras: vai dizer que você nunca perdeu uma;
Manilhas e um pedaço de corrente: ajuda a prender muita coisa, como uma mola mestra ou um calço de motor quebrados;
Óleos extras: leve ao menos a quantidade que seu motor, direção hidráulica, câmbio automático (se tiver), diferenciais e freio precisam;
Macaco hidráulico: melhor que aquele "sanfonado" original. Além de poder funcionar onde o HiLift não cabe;
Porcas e parafusos sortidos: dê preferência aos de aço ("5.6", "8.8" etc.);
Arame: tão bom quanto o "Silver tape";
WD40: todo jipe tem sempre um parafuso travado;
Kit elétrico: lâmpadas, fusíveis, pedaços de fio, conectores, fita isolante, lâmpada de teste, alicate de ponta e afins;
Extensores e corda: são fundamentais para você prender essas e outras coisas dentro do seu 4x4.

Até a próxima!

Anterior Acima Próxima

© 2001 - Universo Off-Road
Não é permitida a reprodução de fotos e textos deste site