Dicas & Idéias Fotos & Relatos Planilhas & Roteiros Clubes & Associações Manutenção & Mecânica Curiosidades & Crônicas Fale Conosco

Você se orgulha em ser jipeiro vendo o estado dessas árvores?

Trilha do Pinheirinho, Serra da Cantareira, São Paulo, SP. Situação das árvores: de mal a pior. Sim, elas estão morrendo, graças a falsos "jipeiros", que, sem o menor escrúpulo, amarram o cabo de aço do guincho direto em seus troncos.

Você pode até ficar com o saco cheio de tanto a gente insistir nesse assunto, mas a realidade é que, por desconhecimento ou por puro relaxamento, as imagens vistas aqui estão se tornando cenário comum em várias trilhas utilizadas para o nosso tão amado esporte fora-de-estrada. Pode parecer papo de ecochato, mas não é. Antes de mais nada, a principal missão do nosso site é a de informar e, se possível, orientar onde houver necessidade. Árvores não são postes de concreto; por elas corre vida, tão importante quanto a nossa.

Imagine amarrar um cabo de aço diretamente na cintura do Maguila ou do Schwartznegger. Mande-os ficar paradinhos no lugar, enquanto você tranquilamente volta para o seu magnífico 4x4 e aciona o seu poderoso guincho eletro-digital-de-última-geração. Ok, você saiu da encrenca, desatolou bonito, desenrola os coitados acima e vai embora. Eles podem até agüentar o primeiro carro. Mas e o segundo, o terceiro, o quarto, o enésimo? Eles parecem fortes, imbatíveis... mas não são de aço. Pois é exatamente o que acontece com as árvores que ficam mais próximas à borda dos trechos mais encrencados das trilhas, utilizadas a título de "âncora". Veja as enormes fendas feitas nos troncos. As "cascas" externas vão secando e a proteção acaba. A seiva escorre, expondo a planta, fragilizando-a e consequentemente, levando-a à morte.

Muitos podem chiar, afinal que negócio é esse, árvore não é gente. Tem razão. Nós respiramos oxigênio e expelimos gás carbônico - como já aprendido na escola - e nossas amigas clorofiladas fazem exatamente o contrário: se encarregam do tóxico gás carbônico e nos entregam de bandeja o ar puro, oxigenado. Você já parou para pensar no por quê é tão gratificante fazer uma trilha no fim-de-semana? Será que o contato com a Natureza não tem nem uma parcela de participação nessa resposta?

O que está acontecendo hoje é de arrepiar. Sempre que precisar da ajuda de qualquer árvore, lembre-se de quantos anos ela levou para atingir o tamanho que está. Use sempre uma cinta de qualidade - jamais a elástica nesse caso - envolvendo o tronco primeiro com duas voltas; prenda-a em uma anilha que, esta sim, vai ser o suporte para o gancho do cabo de aço do guincho. Essas cintas não são caras, podem ser encontradas com facilidade, e fazem parte do equipamento obrigatório que todo jipeiro de verdade leva a tiracolo.

Se em sua próxima aventura você se deparar com algum desavisado enforcando uma árvore, não brigue: ofereça ajuda. Mostre a maneira correta de se tratar a Natureza, pois só assim poderemos continuar a desfrutar do grande presente que ela nos dá: sua constante proteção.

Anterior Acima Próxima

© 2000 - Universo Off-Road
Não é permitida a reprodução de fotos e textos deste site